disfuncao-da-atm

Disfunção da ATM

Sobre a Disfunção da ATM

A disfunção da ATM é o funcionamento anormal da articulação temporo-mandibular, ligamentos, músculos da mastigação, ossos maxilar-mandíbula, dentes e estruturas de suporte dentário. Muitos desses sintomas, relacionados à disfunção da ATM, fazem com que o paciente deixe de ir ao trabalho ou a escola prejudicando os seus afazeres do dia a dia. Esses problemas das ATMs (ou DTMs), também conhecido como dor orofacial, afetam bastante a vida do paciente, podendo intensificar o estresse, a irritabilidade e os problemas emocionais e, com isso, aumentar a intensidade desses sintomas. O tratamento destes pacientes deve ser realizado pelo dentista e em casos de comprometimento emocional, o paciente deve ser tratado em conjunto com o psicólogo ou psiquiatra. Há casos ainda em que  o paciente pode ser encaminhado para o Otorrinolaringologista, neurologista ou reumatologista, dependendo da sua complexidade.

Quando existe a disfunção, os sintomas comumente citados são os seguintes:

  • Dor facial
  • Dor mandibular
  • Dor no pescoço, ombro e/ou costas
  • Dor nas articulações ou face, ao abrir ou fechar a boca (bocejar ou mastigar)
  • Dor ou dificuldade para mastigar alimentos duros
  • Dores de cabeça (tipo tensão)
  • Inchaço ao lado da boca e/ou da face
  • Mordida que sente incômoda, “fora de lugar” ou como se estivesse mudando continuamente
  • Abertura limitada ou inabilidade para abrir a boca confortavelmente
  • Desvio da mandíbula para um lado
  • Travamento ao abrir ou fechar a boca
  • Ruídos articulares (estalos ou crepitação) e dor de ouvido
  • Surdez momentânea
  • Ouvido tampado ou zumbido

O tratamento destes pacientes deve ser realizado pelo dentista e em casos de comprometimento emocional, o paciente deve ser tratado em conjunto com o psicólogo ou psiquiatra. Há casos ainda o paciente pode ser encaminhado para o Otorrinolaringologista, neurologista ou reumatologista,dependendo da sua complexidade.

Disfunção da ATM

A DTM pode manifestar-se através de um simples estalo articular e desconforto moderado na frente dos ouvidos a um completo travamento da mandíbula e dor severa.

Um componente freqüente das Disfunções/Desordens articulares são os músculos da mastigação, diagnosticado como Disfunção Dolorosa Miofacial. Outros problemas que podem acontecer com a articulação temporo-mandibular são artrites, traumas, tumores, deslocamentos do disco, perfurações, travamento mandibular e queixo caído.

Como Chamamos esta Doença?

Atualmente, os pesquisadores e a comunidade científica denominam este problema de Disfunção de ATM ou Desordens Temporo-mandibulares (DTM), dependendo de quem a está discutindo, podendo ser chamada por um grande número de nomes (Desordens Temporo-Mandibulares, DTM, DISFUNÇÃO DE ATM, SÍNDROME DA DOR MIOFASCIAL, SINDROME DE COSTEN). De fato, a confusão que gira em torno destes nomes simplesmente reflete a dificuldade de tratamento nestas articulações, fator que contribui para a padronização do atendimento.

Tratamento da Disfunção da ATM

Há várias opções de tratamento e uma variedade de termos usados para descrever estes diferentes métodos de tratamento. Porém, a maioria dos cuidados que seu cirurgião oral oferecerá vão incluir alguns dos seguintes tratamentos:

  • Termoterapia
  • Educação do paciente e auto-cuidado
  • Modificação do comportamento, incluindo técnicas de relaxamento e cuidados com o estresse
  • Medicamentos
  • Terapia física
  • Terapia de aplicação ortopédica (placa estabilizadora)
  • Terapia oclusal (ortodontia, reabilitação oral, etc…), às vezes, necessária
  • Cirurgia em casos mais raros

Os objetivos do tratamento são:

  • Reduzir a dor
  • Restabelecer função mandibular confortável
  • Limitar a recorrência da dor
  • Restabelecer o padrão de vida normal, o mais rapidamente possível.

Descubra a solução odontológica ideal para você! Agende uma consulta.

Apoiada na capacitação técnica da sua equipe, a Machado de Carvalho Odontologia fornece soluções completas para você. Caso não tenha encontrado suas respostas fale diretamente com o especialista e esclareça suas dúvidas.